Raízes do Brasil

“RAÍZES DO BRASIL”“(…) de quantos lá vieram, nenhum tem amor a esta terra (…) todos querem fazer em seu proveito, anda que seja a custa da terra, porque esperam de se ir (…) não querem bem à terra, pois têm sua afeição em Portugal; nem trabalham tanto para a favorecer, como por se aproveitarem de qualquer maneira que puderem; isto é geral, posto que entre eles haverá alguns fora desta regra”.O trecho acima transcrito, extraído do livro Raízes do Brasil, de Sérgio Buarque de Holanda, é de

Crime Organizado

CRIME ORGANIZADONos últimos tempos, a imprensa cearense – em específico – vem noticiando matérias sobre a “paz” entre as gangues das favelas, por meio de organizações criminosas como o PCC e o Comando Vermelho, a estabelecerem um código de conduta em que a comunidade deve respeitar-se e ser respeitada, sob pena de sofrer severas punições, caso venham cometer crimes em seus respectivos territórios.Também verificamos a prática de atentados a ônibus, delegacias de polícia, mortes de policiais,

Macbeth

Macbeth“Estou num mundo em que fazer o mal é quase sempre louvável, fazer o bem muitas vezes, é considerado loucura perigosa.” Dizia Shakespeare em Macbeth.A atualidade da frase acima é impressionante. É quando percebemos o quanto a tecnologia, as facilidades – muitas delas maravilhosas – do mundo moderno nos tem distanciado do ser humano, tanto assim é verdade que nunca se falou tanto em humanismo, em tratamento humanizado e coisas parecidas nos diversos ramos das mais diversas profissões.

A DELAÇÃO DA ODEBRECHT – O RAGNAROK

Na mitologia nórdica, o Ragnarök ou a Batalha Final, seria uma luta intensa e terrível travada entre os deuses e os gigantes, que resultaria no fim do mundo, com a morte de vários deuses, dentre eles Odin, Thor e Loki.Com o crepúsculo dos deuses, o mundo passaria por catástrofes naturais, o sol e a lua escureceriam, as estrelas desapareceriam do firmamento, um grande terremoto abalaria a terra, que submergiria na água.Seriam tempos difíceis, com a destruição dos nove mundos de Yggdrasil, a

DESGRAÇA CONTINUA DANDO IBOPE

DESGRAÇA CONTINUA DANDO IBOPEEspantada com a importância dada pela mídia a notícias ruins, escrevi um artigo intitulado “desgraça dá ibope”, onde procurei abordar a ênfase conferida aos dramas e às tragédias pelos noticiários televisivos, tendo por consequência uma excelente audiência.Há bem pouco tempo, os programas policiais eram vistos com certa reticência por parte de um pequeno grupo de pessoas, a considerá-los de má qualidade, sempre a abordar a desgraça alheia com uma simplicidade quase